20080329

Dos jornalistas que vos dizem que a terra é plana

Estou a ler este livro de Nick Davies. Confirma-se: é assustador. Para quem pensava que o jornalismo em terras de Sua Majestade ainda conseguia resistir como uma profissão credível, desengane-se. Por lá, os problemas são os mesmos de por cá e, acredito, o mal é cada vez mais global... Ainda nem sequer vou a meio, mas já tenho aqui uns excertos para terem uma ideia do que se fala:


"(...) à semelhança das suas fontes, os próprios jornalistas não conheciam a verdade - apesar de a verdade ser o objectivo principal. E isto é um lugar comum. A ignorância está na origem do falhanço dos meios de Comunicação Social. Na maioria das vezes, a maior parte dos jornalistas não sabem do que estão a falar. As histórias podem estar certas ou erradas: eles não sabem".


"Não digo isto como um insulto dirigido a eles (bem, à maioria deles). No geral, os jornalistas, tal como muitos profissionais, preferem fazer bem o seu trabalho. Digo-o porque esta profissão estragou-se até ao ponto em que, na maior parte das vezes, a maioria dos seus membros não conseguem fazer o seu trabalho".


"Trabalham em estruturas que positivamente impedem-os de descobrirem a verdade. Historicamente, sempre houve um elemento de ignorância no jornalismo, apenas porque tenta registar a verdade à medida que esta acontece. Agora, isso é ainda pior. É endémico. A ética da honestidade foi ultrapassada pela produção massiva de ignorância".


"A história do falhanço dos meios de Comunicação Social é complicada e súbtil. Envolve todo o tipo de manipulação, conspiração ocasional, mentiras, batotas, estupidez, cupidez, culpabilidade, um colapso das capacidades e uma nova vaga de propaganda deliberada. Mas a história começa com jornalistas que vos dizem que a terra é plana, porque pensem genuinamente que esta até poderá ser. A escala de quem assim pensa é aterradora".

Etiquetas: , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial