20120817

O avião que não estava lá

Concorde-se ou não com a tese, ainda assim temos de concordar que há aqui algum trabalho de pesquisa...

Etiquetas: , , ,

6 Comentários:

Blogger Fernando Negro disse...

Sobre a Verdadeira História que se tenta contar dos atentados de 11 de Setembro, existem algumas falácias que alguns tentam lá meter, que são, obviamente, produto do poder estabelecido...

Não só para tentar distrair as pessoas dos factos e questões mais importantes, que são os que realmente provam o envolvimento do governo norte-americano nos atentados, mas também para depois poderem ser utilizadas pelos detratores dos investigadores sérios deste assunto, em afirmações do tipo: "Isto é o que os teóricos da conspiração do 11/9 andam a apresentar como provas do envolvimento governamental no antentados..."

Se querem pesquisas sérias sobre estes atentados, podem começar por Michael C. Ruppert, seguir para Michel Chossudovsky e David Ray Griffin e terminar depois em Alex Jones. (E ter algum cuidado com algumas das coisas que este último diz.)

E se quiserem outros bons documentários sobre o assunto, não da autoria dos mencionados investigadores, podem, por exemplo, ver o "Loose Change", o "Zero" ou o "9/11 Mysteries, Part 1 Demolitions".

"9/11 WAS AN INSIDE JOB"

18 agosto, 2012  
Blogger Fernando Negro disse...

Mas, sobre os vídeos, em si...

Isto é, para mim, do mais ridículo que já vi.

E aqueles retrato e fotografia do Isaac Newton e do Albert Einstein na mesa, só me dão é vontade de rir...

(Parece-me que o realizador deste programa tem mas é um sentido de humor muito próximo de um outro chamado Stanley Kubrick.)

18 agosto, 2012  
Anonymous Anónimo disse...

Caro Frederico

O Richard D. Hall já assumiu que a teoria da bola estava errada e apresenta um novo vídeo e uma nova teoria...

http://www.richplanet.net/911.php

Cumprimentos,

João

24 agosto, 2012  
Blogger para mim disse...

João, obrigado. Agora já percebo melhor a luz que se vê imediatamente antes do primeiro impacto, no filme dos franceses...

29 agosto, 2012  
Blogger Fernando Negro disse...

Uma coisa que me lembrei de acrescentar, sobre estes vídeos - e esta é a razão pela qual desaprovo, e muito, deste tipo de análises - é que não é preciso recorrer a qualquer tipo de teorias para argumentar, ou provar, o facto de ter sido o próprio governo norte-americano o autor destes atentados...

Pois, há muito por onde se pode investigar, que pode ser provado.

- É possível provar que não foram os terroristas que o governo diz que foram, os autores destes atentados.
- É possível provar que as medidas de defesa anti-aérea foram, deliberada e conscientemente, alteradas e diminuídas.
- É possível provar quem é que financiou os bodes expiatórios que o governo controlava e apresentou como culpados.
- É possível provar que o governo está a mentir sobre vários aspectos destes atentados.
- É possível provar que o governo teve imenso a ganhar com estes.
- etc etc...

E, depois de juntar todas as provas conhecidas, que foram acumuladas por vários investigadores sérios do assunto, ao longo do tempo, há muito pouco lugar para meras "teorias", ou sequer "teses", rebuscadas sobre este tópico. E a única explicação que faz sentido - ou a única capaz de passar pelo filtro do mero senso comum - acaba por se tornar um facto, de que se apercebem todos os que estejam informados, o suficiente, sobre a natureza e o passado deste governo e que sejam inteligentes, o suficiente, para "juntar os pontos".

Tudo isto, para dizer que, o 11 de Setembro ter sido obra do próprio governo norte-americano não é uma mera "teoria", ou sequer uma "tese". Mas sim um facto histórico, apenas ainda não sabido por muitos.

O investigador Michael C. Ruppert, que tinha o treino profissional de investigador da polícia de Los Angeles, escreveu o seu livro como se fosse um caso a ser apresentado num tribunal. Com capítulos correspondentes às várias partes da argumentação que se costuma fazer, para se provar a autoria de um crime nestas instituições. E, houvesse um tribunal honesto no país onde o seu livro foi editado, o que nesta obra é apresentado, conjuntamente com tudo mais que se sabe através de outras obras, seria suficiente para condenar o governo norte-americano como verdadeiro autor destes ataques.

Tudo mais, que não sejam factos provados e argumentação sólida que coerentemente os ligue uns aos outros, e que não seja investigação séria destes atentados, são, na sua maioria, certamente falácias intencionais, inventadas pelo próprio "sistema", para tentar descredibilizar as argumentações sérias que se fazem.


(Compreendo que esta colocação tenha sido feita apenas com o intuito de partilhar algo que, independentemente da sua validade ou não, se tenha achado interessante... A razão pela qual deixei, e deixo, aqui estes meus comentários é apenas para que, quem ainda não esteja informado o suficiente sobre estes atentados, não se deixe enganar por este tipo de argumentação, pensando que são estes os principais argumentos dos investigadores sérios destes atentados, e ignore toda a outra melhor argumentação que existe sobre o assunto...)

06 setembro, 2012  
Blogger jorge jorge disse...

Já há algum tempo que me interesso com os acontecimentos do 11 de setembro. Estou absolutamente convencido de que foram utilizados aviões contra as torres gémeas e, acho muito provável de que o que embateu contra o Pentágono também foi um avião de passegeiros ( http://www.youtube.com/watch?v=-ihwzEDk3Wc - neste vídeo Ryan Dawson defende o impato de um avião no pentágono ), mas talvez tenha sido teleguiado pela dificuldade da manobra (especulação...). É bem possível que exista uma campanha organizada para semear a confusão no "movimento para a verdade do 11 de setembro", com falsas teorias, factóides, inflitrações, etc. Tal estratégia é referida num documento ( http://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=1084585 ) produzido por Cass Sunstein (ex- Administrator of the Office of Information and Regulatory Affairs do governo de Obama). Tal como o Fernando Negro diz, parece-me que as provas mais fortes de que a versão da conpiração oficial está errada são:

- o inside trading e os movimentos de dinheiros com aparente conhecimento prévio dos acontecimentos
- os ínumeros avisos vindos de vários países e internamente de que um ataque com aviões contra edificios (inclusivé o WTC) era eminente
- a absoluta inoperância das defesas aéreas naquele dia
- o financiamento dos terroristas (as investigações foram barradas e os seus registos destruídos)
- a relação da família Bush com a família Bin Laden
- o colapso altamente improvável do WTC7 e a "sorte" da família Silverstein ao não comparecer no trabalho nessa manhã...
- outro ponto menos referido é o bem provável envolvimento da MOSSAD no evento (http://www.youtube.com/watch?v=Y8EweNlo8LA - vídeo de Ryan Dawson)

Fica aqui o meu canal do Youtube (911.PT): http://www.youtube.com/user/jorgejorge63

24 setembro, 2012  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial