20111024

Sei onde ainda podem comprar o "Eu Sei Que Você Sabe"

Quem ainda não teve a oportunidade de ler o cada vez mais raro livro "Eu Sei Que Você Sabe - Manual de Instruções para Teorias da Conspiração", editado em 2003 pelas Edições Polvo, ou quer oferecer um exemplar a um amigo, soube que há ainda uns exemplares à venda na Feira do Livro permanente da Gare do Oriente...



Ali, no lado direito de quem entra, junto à parede, a meio do espaço...



Escondidos lá atrás...



Et voilá!...

Etiquetas: ,

6 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Eu quis comprar o Estado dos segredos e népia !
Mandei email para a editora e népia! mandei segundo email e népia!

Em Portugal é assim! è um queixume generalizado! Os escritores dizem que não conseguem viver dos livros , os musicos dizem que não conseguem viver dos discos, os arrumadores de carros dizem que não conseguem viver das esmolas, os ministros dizem que não conseguem viver do ordenado, os eurodeputados, policias, putas, travestis, empregadas de limpeza etc, idem aspas.
Quando um gajo quer comprar um produto ou serviço nem à merda mandam!! Sim senhor !
Eu tenho o doutoramento em ciência do ser portuga e por isso não me ralo com isso!!!Apenas veio a propósito do post sobre o seu livro !!!

Para o Português a ausência de complicação e de desespero é sinónimo de morte!
É por isso que muitas viuvas choram muito a morte dos seus maridos, porque perderam a razão de viver que era aturar-lo(a) e vice versa !

Português é uma marca que representa chatice , complicação, perda e saudade dessa perda que é solenemente representada pelo Fado, que é uma especie de Réquiem à portuguesa !

por isso meu amigo fred, não se mace muito com a venda do seu livro que não vale a pena a chatice !!
Os livreiros querem vender qualquer livro e não percebem nada de leitura e talvez prefiram vender um livro de culinária porque ao menos ainda sabem explicar o conteudo , dizendo que tem boas receitas de bacalhau ou petiscos saborosos!!!
ogam

25 outubro, 2011  
Blogger Fada do bosque disse...

AHAHAHAHAH!! OGAM! Hoje parti-me a rir com o seu comentário e para desgraça das desgraças além de detestar fado, vivo numa aldeia chamada Requião (Requiem)!! e sabe? penso que tem razão!
Fred
Nem lhe digo o tempo que perdi na feira do livro do Porto, para comprar esse livro!!! Mas como é?! pergunto por si e nunca ninguém ouviu falar?!
Assim não vai lá...

28 outubro, 2011  
Anonymous manuel reis disse...

Ontem vi o meu amigo mo metro em S. Sebastião(sentei-me à sua frente). Da próxima farei um cumprimento.
Aprveitei a dica e comprei o livro. Adicionalmente um outro ao lado do seu célebre amigo da CIA (ex) que estou já a ler.
farei comentário mais tarde.
cumprimentos.

29 outubro, 2011  
Blogger Cruxe disse...

Comprei esse livro há alguns anos (2004, 2005, provavelmente).
Estava escondido numa prateleira e calhou que eu agarrasse nele para retirar o do lado. O do lado não me recordo qual era, mas esse acabou por vir comigo para casa. Era exemplar único. Tive sorte. Nunca mais o vi à venda, tal como ainda não consegui encontrar o Estado de Segredos.

30 outubro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Oh homem , abra uma conta no Amazon e meta lá o livro que a gente compra !!

As feiras do livro é para vender os livros do Goucha e do Jose rodrigo dos Santos , entre outros cromos!

31 outubro, 2011  
Blogger Fernando Negro disse...

Ainda fui a tempo.
Passei lá ontem e já tenho uma cópia. Ficaram lá ainda 5 no monte.
Reparei que, perto destas, se encontravam também cópias da entrevista ao Oswald Le Winter. E, ao constatar que esta custava apenas 2€, trouxe-a também.
Reparei também no "Abril Sangrento" à venda. Mas, para além de nunca ter sido fã de novelas, o dinheiro também não chega para tudo.
Pelo que pude já folhear da entrevista, ela é muito mais interessante do que pensava. E, pelo preço a que se vende, recomendo-a vivamente.
Sobre o livro a propósito do qual é feita esta colocação, o folhear dá-me a sensação de que será também muito interessante. E terei então de lê-lo para perceber o porquê de tanta polémica.
Serão certamente duas boas companhias para umas semanas que quero passar (ainda mais) "longe da civilização".
Um pormenor engraçado sobre o reduzido preço dos livros.
De entre as várias cópias que comparei do "Eu Sei Que Você Sabe", pude constatar que 3 delas se vendiam a 5€. Enquanto uma outra, por qualquer razão, tinha a marca dos 5 apagada e era vendida a apenas 4. Trouxe obviamente esta última. E, conjuntamente com o outro livro que custava apenas 2€, paguei um total de apenas 6. Que era exactamente o dinheiro que me restava em carteira.
Bom negócio, para um desempregado, em tempo de crise.
E muito bons negócios que se fazem nestas feiras.

02 novembro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial