20110929

Eu sei que nada sabes...

Estive hoje no Teatro do Bairro (Bairro Alto) para assistir à entrevista do director do "Expresso", Ricardo Costa, ao ex-porta-voz do Wikileaks, o alemão Daniel Domscheit-Berg, agora à frente do Openleaks... A conversa estava a correr bem - com o alemão a dizer que os governos e as grandes empresas deveriam ser mais transparentes e os cidadãos deveriam ser mais protegidos na sua privacidade -, quando a sessão foi interrompida por uma ameaça de bomba que obrigou toda a gente a sair para a rua. O intervalo durou uma hora (tratou-se de falso alarme). Durante a pausa aproveitei para perguntar ao alemão se conhecia a história do "October Surprise" e a ligação com a morte de Sá Carneiro em 1980. Disse-me que não sabia de nada. Vim-me embora, pois achei que um tipo que aceita ser parceiro de um semanário, que, parafraseando Alberto João Jardim, é "do de Bilderberg", também não teria grande coisa para dizer. Ainda me cruzei com camaradas jornalistas de outros jornais que foram até ao Teatro. Mas, obviamente, por causa da bomba que não ouve...

2 Comentários:

Blogger Fernando Negro disse...

Esta organização OpenLeaks é muito provavelmente uma repetição da WikiLeaks - mais um caso de "oposição controlada". Neste caso, para quem não goste da WikiLeaks e do seu líder, Julian Assange.
Quem promove esta organização é, mais uma vez, a imprensa controlada. O que levanta, mais uma vez, suspeitas.

30 setembro, 2011  
Blogger para mim disse...

Caro anónimo, obrigado pela chamada de atenção. Mas, cá entre nós, quem diz que foi um erro? As bombas não ouvem, pois não? Ouvem-se quando as há... Dizer que não a bomba não ouve está certo. Dizer que não houve, poderá até ser errado!...

01 outubro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial