20100219

Homens que são cabras

Há pequeníssimas coisas, aparentemente sem importância alguma, mas que me aborrecem. Uma delas são as traduções dos títulos dos filmes que, por vezes, quando não seguem a linha original, inventam um título completamente novo. Há exemplos de títulos em português que se tornaram em casos clássicos de melhor título que o original como, por exemplo, "Música no Coração", bem melhor do que seria "O Som da Música". Contudo, há títulos tão básicos e facilmente traduzíveis de inglês para português, que nem sequer valem a pena perder tempo a olhar para eles e pensar. Basta traduzir e pronto. Esse é o caso do título do filme "The Men Who Stare at Goats", ou seja, "Os Homens que Olham Fixamente para Cabras"...



Mas não. Os senhores que olham para títulos de filmes acharam que o público português não iria ter a inteligência suficiente para perceber que tipo de filme seria esse - apesar de ter um elenco de peso que valeria qualquer título, como George Clooney, Jeff Bridges, Ewan McGregor, Kevin Spacey e a cabra.
Vai daí, ao contrário, por exemplo, da tradução espanhola...



Os "inteligentes" resolveram explicar por que raio de razão é que os tais homens olhavam para as cabras!...



Chateia-me que haja passoas neste país que são pagas para pensar que os portugueses são pessoas ignorantes, estúpidas e sem capacidade de raciocínio.

Etiquetas: , , ,

9 Comentários:

Blogger Helder MC disse...

Fred, em Portugal se um filme é feito a partir de um livro, o filme tem de levar o mesmo título que o livro levou na edição portuguesa. Já aconteceu o mesmo com o filme 'Quem quer ser bilionário' que devia ser 'milionário'.
É claro que o titulo fica um bocado mal mas podia ser pior.
Desta vez a culpa não é dos senhores que olham para os títulos de filmes.

19 fevereiro, 2010  
Blogger editor69 disse...

Concordo...também me chateia profundamente tanta estupidez junta em alguém que decida algo!

19 fevereiro, 2010  
Blogger para mim disse...

Caro Helder, obrigado pelo esclarecimento, mas, para mim tanto faz que sejam os homens que olham para títulos de filmes ou dos livros dos filmes. São todos "inteligentes" que pensam que somos estúpidos. Quanto ao exemplo que apresentaste, já falei dele e expliquei a razão dessa falha de tradução de "Bilionário" e "Milionário". Escrevi-o num post publicado há quase exactamente um ano: 17 de Fevereiro de 2009, e aqui deixo um excerto:

"Uma última explicação sobre a origem do título do filme em português. Quando Vikas Swarup escreveu o livro, que no original em inglês é 'Q&A' - abreviatura para a expressão 'Question and Answer' - chamou 'Quem Quer Ser Bilionário' ao programa de televisão. Foi uma opção devido ao facto de não ter os direitos de autor do programa original, que usa a designação 'milionário'. A tradução em português pegou depois no nome desse programa para título. Mais tarde, quando se negociou a adaptação para filme com realização de Danny Boyle, foi o próprio produtor do programa original que decidiu entrar na aventura e é por isso que no filme o programa já tem o nome 'Quem Quer Ser Milionário' e não 'Bilionário'. O título do filme foi 'Slumdog Millionaire' - 'Milionário das Barracas', isto numa tradução mais livre da minha parte - contudo, como é prática corrente em Portugal sempre que há um filme que origina de um livro anteriormente editado no nosso país, optou-se pelo título da obra literária".

19 fevereiro, 2010  
Anonymous gustavo disse...

Estes senhores têm muita culpa! Assim como têm culpa de ter tido medo de traduzir "gypsies" para "ciganos" em "A bússola dourada" (pelo menos nas traduções do Cinema do Freeport) pois sabe-se lá...podia ofender alguém...vá-se lá perceber o [perigoso] politicamente correcto...

20 fevereiro, 2010  
Blogger Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/

20 fevereiro, 2010  
Anonymous オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲

21 fevereiro, 2010  
Anonymous ana borges disse...

adoro o comentário anterior!

21 fevereiro, 2010  
Blogger Flávio Gonçalves disse...

Bom... como tradutor semi-profissional deparo-me com essa questão várias vezes, mas há coisas que ficamos mesmo sem saber se a plebe vai entender (mas para isso servem as notas de rodapé, certo?).

Não sei se tens notado, mas uns 90% da população está completamente estupidificada... e falo do mundo, não só da portuguesa.

PS - de teórico da conspiração para teórico da conspiração, vale a pena ver o último do Mel Gibson, "Edge of Darnkness", se bem que o ponto mais alto do filme tem uns poucos segundos, a maior parte do pessoal nem deve ter notado, mas na essência são esses parcos segundos que explicam o porquê de toda a acção no filme.

28 fevereiro, 2010  
Blogger Flávio Gonçalves disse...

PS do meu sócio aqui na empresa, tradutor profissional há muitos anos:

"stare" devia ser traduzido como "fitar", embora a palavra esteja, como muitas já, fora de uso.

Portanto, o título seria "Os Homens Que Fitam Cabras".

Não é harmonioso, temos muitas discussões aqui no escritório graças às ditas palavras do português antigo que deixaram de ter uso corrente, já ganhei a alcunha de "especialista em novilíngua" por nas revisões sugerir sempre alterações para palavras que boa parte das pessoas teriam que recorrer ao dicionário para as compreender... olha, já notaram que até a Wikipédia agora tem duas opções de inglês?

o "English" e o... "Simple English"!

28 fevereiro, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial