20081020

O Xá nos Açores - O que faltou na "Pública"

Tal como referi ontem, confirma-se que a pessoa que era ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal no dia em que o Xá do Irão esteve quase a morrer nos Açores, relata mesmo o episódio no segundo volume das suas memórias que chegou esta semana às livrarias...



Tal como contei ontem - um dia explico-vos como desconfiei que ele iria falar deste caso -, Freitas do Amaral até mencionou o detalhe de como Sá Carneiro o recebeu vestido de pijama. O que se segue, portanto, foi o que faltou na reportagem da "Pública" de ontem...




Agora, cada vez que leio este género de memórias, aprendo sempre mais um bocadinho. Achei deveras interessante este pequeno episódio ocorrido em Março de 1980, sobretudo na parte do telefonema de Sá Carneiro para Ramalho Eanes. A pergunta que o antigo Presidente da República fez a Sá Carneiro, se este estava a informá-lo de uma decisão já tomada ou se queria pedir uma opinião, fez soar uma campainha na minha cabeça... Onde é que eu já tinha lido algo parecido?
Lembrei-me pouco depois.
Foi aqui, neste livro de 1995...



A jornalista Inês Serra Lopes relatou como Ramalho Eanes, certa vez, em 1980, recebeu um telefonema de Sá Carneiro a pedir-lhe a autorização do uso da base das Lajes para o envio de armas para o Irão...



Não é certo que os dois episódios tenham ocorrido na mesma altura - o que significaria confundir Xá do Irão com armas para o Irão -, mas lá que é muito interessante, de facto é.
E agora está devidamente registado.

Etiquetas: , , , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial