20060308

O inquérito ao cidadão

De vez em quando deixam-me na caixa de correio o "Inquérito Nacional de Consumo". Não quero ser mauzinho, mas creio que há uns anos o envelope onde isto vinha tinha símbolos da República, para dar um ar mais oficial e de Estado a algo que é puramente privado e comercial, mas... adiante...



Querem saber tudo mesmo. Desde onde vivemos e o nome do local onde fazemos compras no nosso bairro: "Hábitos de Compras", itens 2 e 3, na página 2 (clicar na imagem para a ampliar):



Depois há, na página 3, os itens que permitem saber se fazemos compras à distância e ainda o que fazemos como actividades de lazer e o que lemos lá em casa...



Até querem saber (página 4) se temos gato ou cão... E como vai a saúde da família... E o carro é de que ano? E que marca? E qual é o modelo? E quantos tem? e carta de condução?...



Depois há a casa (pág. 5) e o rendimento familiar. Em detalhe. E a banca e os seguros...



E, finalmente, o "planeamento financeiro" as telecomunicações e "internet e computador"...



Há uns anos, quando trabalhava no "Tal&Qual", fiz uma reportagem sobre a empresa que estava por detrás disto. É uma empresa norte-americana que antes chamava-se Claritas mas hoje tem outro nome: Acxiom. Na altura a fotografia do responsável tinha uma legenda que, salvo erro, dizia o seguinte: "Não somos a CIA"...
Pois, mas pareCIA!

3 Comentários:

Blogger UheccaGil disse...

O meu foi directamente para o lixo. Nem abri...

08 março, 2006  
Anonymous fernando disse...

Eu uso outro sistema. Pego nos envelopes com porte pago que os gajos mandam e devolvo tudo sem preencher. Acabam por pagar correio sem interesse algum. :)

12 março, 2006  
Blogger para mim disse...

Esta última ideia não está nada mal vista...

12 março, 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial