20060308

Habitua-te ao teu número, número

José Sócrates cumpriu hoje uma promessa eleitoral: apresentou o "Cartão Único", que na altura ficou conhecido como o "CU".
Só que "CU" não dava muito jeito, pois provavelmente haveria quem não gostasse de dar o "CU" nas Finanças, ou dar o "CU" à polícia, ou mostrar o "CU" a uma funcionária de um hospital...
Mudaram-lhe o nome para "CC" - "Cartão do Cidadão", que vai ser uma maravilha do caraças! Todos os cartões num só: BI, NIF e Cartão de Saúde. Fora com a burocracia, fora com aquela confusão de vários números e um monte de cartões diferentes que se perdem.
Agora é mais fácil para o cidadão.
Só espero, só espero mesmo, que ninguém seja impedido de ser atentido num hospital apenas porque não pagou as multas de trânsito ou tem dívidas fiscais.
Só espero, só espero mesmo, que ninguém seja impedido de obter um emprego porque tem uma longa ficha clínica.
Só espero, só espero mesmo, que ninguém seja detido pela polícia e perca o seu emprego porque andava a altas horas da noite na rua a fazer festas com os amigos.
Só espero, só espero mesmo, que o cruzamento de dados sejam salvaguardados e que este cartão não venha a transformar-se no primeiro passo para o projecto do implante corporal de um "chip".
No dia em que a polícia abordar uma pessoa inocente na rua, não o vai chamar de "senhor" ou "senhora". Vai dizer: "cidadão" ou "cidadã".
E depois vai ver o seu número.
Não é o nome.
É o número.
Não é o teu nome.
Não é aquilo que os teus pais te deram com amor.
É o teu número.
Assim. Frio.
Como o Estado a que isto chegou.
Porque deixaste.
Acabou-se o amor.
Habitua-te ao teu número, número.

3 Comentários:

Blogger Luís Humberto Teixeira disse...

Lembra-me uma canção dos anos 80 chamada "Living by numbers", que lá para o meio dizia:
So you're living by numbers
And numbers you answer to
You can count all the numbers
You bet that someone's counting you...

A canção terminava com uma sucessão de diálogos entre funcionários do Estado e o cidadão:
- They don't want your name
- They don't want my name?!
- They don't want your name
- They don't want my name?!
- Just your number

08 março, 2006  
Anonymous Anónimo disse...

Mas neste momento também somos um número. Só que a diferença é que somos um número diferente.
Temos de dar o braço a torcer à tecnologia...

08 março, 2006  
Anonymous Patriota disse...

E porquê tanta pressa no CU???

Adivinhem... Para passarem todos a votar electronicamente! Isso mesmo, nas próximas eleições vocês irão votar nas máquinas de voto electrónicas, iguais às que deram a vitória ao Bush por duas vezes!

08 março, 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial