20051101

"I see signals..."

Prometo que, caso Mário Soares desista da corrida a Belém alegando razões de saúde - como aqui há uns dias sugeri quando lembrei a morte de Sousa Franco durante a campanha eleitoral nas Europeias do ano passado e, já agora, à semelhança do que sucedeu ao almirante Pinheiro de Azevedo durante as presidenciais de 1976 -, prometo, repito, prometo que nessa altura não irei escrever aqui "eu bem disse"...
Cavaco vai ganhar, Soares está lá para garantir isso e não é necessário seguir um caminho que facilmente se poderá confundir com o das previsões astrológicas. Não. Tudo é já tão claro que assusta, pois são só "constatações lógicas" dos "sinais" que chegam como, por exemplo, o assessor de Imprensa do antigo primeiro-ministro social-democrata Pedro Santana Lopes, João Paulo Velez, ser agora o assessor de Imprensa de Mário Soares - como estou convencido que Santana fez erros de propósito (sim, é verdade, vejam só que ele ganha mais dinheiro fora do Governo do que lá dentro...), acho que Velez é o homem certo para garantir o sucesso de uma... derrota.
Depois, para garantir que uma vitória antecipada não se transforme numa derrota, constato que a agência de comunicação que fez a campanha eleitoral do actual primeiro-ministro socialista José Sócrates, a LPM, é a mesma que agora vai fazer a comunicação da campanha do antigo primeiro-ministro social-democrata Cavaco Silva.
São apenas "sinais". Quem souber o que eles significam, saberá bem o que estou a dizer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial