20050403

Perfil de Joaquim Oliveira

No início de Março sugeri uma manchete que só o verdadeiro "Tal&Qual" dessa sexta-feira poderia dar: "Joaquim Oliveira - a verdadeira história do homem que nos comprou!"
Sem grandes surpresas, tal não aconteceu e finalmente, a 25 de Março, a revista do "Expresso" fez-me essa vontade. E, ontem, a revista "Grande Reportagem", que pertence ao mesmo grupo editorial do "Tal&Qual", publicou um trabalho jornalístico sobre esse homem que poucos conhecem.
O director da "GR", Joaquim Vieira, escreveu o seguinte no editorial: "Falaram-nos da falta de oportunidade deste trabalho, pois, independentemente do seu conteúdo, seria sempre alvo de interpretações abusivas e fantasiosas sobre intenções subjacentes, dado escrevermos sobre quem se configura como o nosso futuro patrão.
O nosso raciocínio, porém, nunca se desviou de um princípio central: devíamos encarar esta ocorrência pelo seu valor noticioso intrínseco e tratá-lo em conformidade, abstraindo-nos da circunstância de a GR ser também objecto do negócio. Só assim estávamos em condições de assegurar o compromisso da independência editorial que assumimos perante os leitores, e que deve ser norma orientadora básica da nossa revista, acima de quaisquer calculismos sobre eventuais melindres que alguém exterior à estrutura da redacção entenda existirem. O critério que nos orientou foi, assim, apenas jornalístico: face a uma operação que altera significativamente o panorama mediático português, entendemos como dever editorial dar a conhecer o homem que está por trás dela, publicando as conclusões da investigação empreendida, fossem elas quais fossem".
Parabéns a Joaquim Vieira pela coragem em fazer jornalismo!...
Agora, sobre o que resultou do trabalho em si, assinado pelo jornalista Samuel Alemão, posso resumir o perfil do futuro patrão da Lusomundo com esta citação de Carlos Godinho, director técnico da Federação Portuguesa de Portugal:"Não vejo nenhum inconveniente que quem seja mais inteligente, que trabalhe mais do que os outros, possa deter mais poder. Nunca lhe vi nada de negativo".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial