20050327

Para acabar de uma vez por todas com o humor

Ao contrário do que se diz, o humor do jovens do "Gato Fedorento" não é "inovador". Por favor, parem com esse epíteto, pois esse humor (que dentro do género não é mau de todo) está mais do que visto, uma vez que o "non-sense" sempre foi património dos "Monty Python". A classificação de "inovador" só funciona em países onde a cultura média do povo é terceiro-mundista.
Os ingleses, esses sim, têm o humor "inovador".
Dou-vos um exemplo: num dos episódios do "Gato Fedorento" há um patrão que comunica ao empregado que está despedido e depois desata a rir-se e diz que é tudo uma brincadeira. Tem piada, mas já não é novo...
Agora, logo no primeiro episódio do "The Office", há a mesmíssima cena, mas no fim, o caso torna-se tenso e realisticamente incomodativo, com a empregada a chorar compulsivamente perante a ideia de perder o emprego.
A cena deixa de ser humorística e torna-se num drama incomodativo em poucos segundos e o patrão, que era um brincalhão, é humilhado e insultado pela empregada quando tenta remendar a situação... E, por incrível que se nos pareça, há mentes doentias (eu, por exemplo), que se riem com aquilo...
Por isso, por favor, poupem-nos com o isso do "fenómeno" dos "Gato Fedorento"...
Fico triste cada vez que nos querem "vender" essa ideia...
E acho que eles até concordam comigo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial