20050326

Invejosos

Há umas semanas sugeri aqui que a manchete do "Tal&Qual" poderia ser "Joaquim Oliveira - a verdadeira história do homem que nos comprou".
A revista do "Expresso" desta semana fez-me essa vontade...
Entretanto, comprei o livro de Sofia Pinto Coelho, "Jornalistas e Tribunais", e li que o jornalista Carneiro Jacinto foi condenado a pagar 500 contos a Joaquim Oliveira porque, em 1992, durante uma entrevista na TSF a Sousa Cintra, então presidente do Sporting, afirmou:

"A mim contam-me histórias, por exemplo, assim: aquele clube desceu porque não fez os contratos com o Joaquim Oliveira para lá ter placards de publicidade (...) E aqueles jantares e cafés e tal, que se fazem... e escolhe o árbitro para aqui, depois aparece um livre à entrada da área e é golo? Ele não tem nada a ver com isso?"

Dez anos volvidos, há uma investigação judicial a decorrer sobre casos de corrupção no futebol português, mas não me parece que Joaquim Oliveira esteja envolvido.
Está mesmo provado que o futuro dono do "império" da Lusomundo, afinal, estava inocente.
Para mim, aquele género de afirmações são apenas demonstrações de inveja de uns quantos de Lisboa, por ter sido um homem do Norte que teve olho para o negócio da publicidade no desporto português.
E não, não estou a ser irónico...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial