20050326

Perguntas ingénuas

O "Expresso" desta sexta-feira Santa está cheio de perguntas ingénuas...
Para além daquela pergunta do editorial que registei no "post" anterior sobre o homem que terá assassinado os dois polícias na Amadora, registo a pergunta da cronista Clara Ferreira Alves sobre a atribuição de uma medalha da Defesa Nacional a Frank Carlucci, antigo embaixador norte-americano em Portugal: "Porquê agora?"
A cronista interroga-se sobre a atribuição da uma medalha como um último acto de Paulo Portas, antigo ministro da Defesa. Sem esquecer outra medalhinha para a mesma pessoa já atribuída há pouco tempo pela própria Presidência da República.
Clara Ferreira Alves sugere ainda o visionamento de um documentário intitulado "CIA, Guerras Secretas", onde o nosso conhecido Carlucci "aparece em todo o seu esplendor" e aconselha ainda a consulta na "net" sobre as ligações perigosas desta "personagem sinistra quanto baste" com actuais nomes na Casa Branca, nomeadamente Donald Rumsfeld.
O autor do referido documentário, William Karel, por acaso, foi aqui mencionado no passado dia 18, mas a propósito de um falso-documentário sobre a ida do homem à lua. Contudo, ao contrário do que diz a cronista, o documentário "CIA, Guerras Secretas" não me parece estar ainda disponível em DVD. Só se Clara Ferreira Alves confundiu com o "Le Monde Selon Bush", onde também surge Frank Carlucci.
Agora, para responder à pergunta ingénua da Clara Ferreira Alves, digo que, para mim, é óbvio que Frank Carlucci foi condecorado porque os nossos governantes sabem bem o que ele fez pela classe política portuguesa: permitiu-os tornarem-se nos simples capatazes dos norte-americanos, pois Portugal é, desde o 25 de Abril de 1974, a quinta privada de Frank Carlucci e demais companheiros.
Nada mais simples.
Só não sei porque ainda fazem estas perguntas...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial