20050326

Cada vez menos detalhes para uma história mal contada..

Quinta-feira, no "Independente", e ontem, no "Expresso", não descobri nada de novo em relação à passagem pela Bósnia do supeito da morte dos dois polícias na Amadora. Contudo, o "Expresso", que nos informou que o indivíduo, Marcus Fernandes, poderia alugar as armas para casos específicos, coloca no editorial uma pergunta "ingénua": "Por que [a polícia] esperou que ele matasse para lhe deitar a mão?".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial