20040921

Matemática presidencial

No cada vez mais incontornável blogue da Grande Loja li um texto assinado por "André" sobre os presidentes norte-americanos onde são apresentados os seguintes dados factuais:

"Em 28 Presidentes dos EUA que tentaram a reeleição, só oito não o conseguiram. São eles:
— John Quincy Adams (1828, perdeu para o democrata Andrew Jackson)
— Martin Van Buren (1840, perdeu para o liberal W.H. Harrison)
— Glover Cleveland (1888, perdeu para o democrata B. Harrison)
— William Taft (1912, perdeu para o democrata Woodrow Wilson)
— Edgar Hoover (1932, perdeu para o democrata Franklin Roosevelt, durante a Grande Depressão. Roosevelt entrou para a História como o Presidente mais vezes eleito: quatro seguidas, facto que levou à criação de um limite de dois mandatos consecutivos)
— Gerald Ford (1976, perdeu para o democrata Jimmy Carter)
— Jimmy Carter (1980, perdeu para o republicano Ronald Reagan)
— George H. Bush (1992, perdeu para o democrata Bill Clinton)
Apesar de ser uma minoria percentual (oito em 28), a derrota de um Presidente tem sido um facto habitual nas últimas três décadas. Aconteceu a Ford em 76, a Carter em 80 e a Bush em 92."

Permitam-me a "ousadia" de ter uma ideia relativamente diferente desta interpretação dos factos. Eis o porquê:

1 - Gerald Ford chegou a vice-presidente dos EUA por causa da demissão de Spiro Agnew e foi presidente dos EUA porque Richard Nixon demitiu-se, em Agosto de 1974, na sequência do Watergate. Daí que, em 1976, tenha sido a primeira vez que se apresentava como candidato presidencial, pelo que não se pode considerar que tenha sido derrotado numa reeleição.
2 - Jimmy Carter, esse sim, foi o primeiro presidente dos EUA a não ser reeleito desde a introdução do tal limite de dois anos. Perdeu as eleições para um velho actor de Hollywood que tinha como candidato a vice-presidente o antigo director da CIA, pessoa que Carter despedira quatro anos e pai do actual presidente dos EUA, George H. Bush.
3 - George H. Bush foi depois o primeiro vice-presidente dos EUA a conseguir ser eleito presidente dos EUA (facto que o republicano Nixon não conseguiu, em 1960, altura em que perdeu as eleições frente a John F. Kennedy)
4 - Bill Clinton conseguiu a "proeza" de derrotar Bush pai, mas repare-se que este último, na realidade, até concorria ao quarto mandato. Daí que a vitória de Clinton foi "um intervalo necessário".
5- Clinton não perdeu a reeleição de 1996, mas quem era o candidato republicano?! Alguém se lembra?! Aquilo foi só para "cumprir calendário"...
6- Al Gore poderia ter sido o segundo vice-presidente dos EUA a ser reeleito, mas a confusão que se gerou no Estado governado pelo irmão de George W. Bush não permitiu a sua eleição.

Conclusão matemática: Os Republicanos levam a vantagem, pois desde 1960, ou seja, desde há 44 anos, os Democratas só estiveram 20 anos na Casa Branca - 8 anos que começaram com Kennedy e depois continuaram com Johnson, mais os 4 anos de Jimmy Carter e os 8 anos de Clinton. Os Republicanos tiveram direito a 24 anos, com os 8 anos de Nixon e Ford, mais os 12 anos de Bush pai (com Reagan à frente nos 8 primeiros anos) e agora com os 4 anos de Bush júnior.
Não me espantaria nada que W. Bush ficasse na Casa Branca mais 4 anos. Kerry é um óptimo candidato perdedor, pois, em 2008, virá finalmente Hillary Clinton para, ocupar os 8 anos correspondentes aos Democratas e, em 2016, será "substituída" por Jeb Bush, irmão de W. Bush.
Como dizia o outro: "Está escrito nas estrelas".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial