20110722

Irresponsável e criminoso

5 Comentários:

Anonymous Rui Pedro Faria disse...

Esta besta que responde ao nome de Hélio Guedes é tão criminoso como aquelas duas miúdas que espancaram a colega da escola e a besta que gravou e colocou no "Facebook". A polícia tem ali a prova de uma manobra perigosa que, por pouco, não acabou em gravde desastre - salve-se o sangue frio do condutor do carro que, por pouco ia batendo ou ter-se-ia de desviar da besta no "skate". E o jornalista da RTP que acabou a apresentação da reportagem apologista rir-se é também uma outra besta deveria ser questinado pelas autoridades, pois anda a promover este género de parvoíves no sentido de bater recordes de visualizações no "You Tu Bi"! Por favor!!!

22 julho, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

22 julho, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

É pá, ao fazer zapping acabei de ver a Fernanda Serrano numa cena de automutilação (suponho numa telenovela)... Não se adequará também (mais) ao titulo ?!
O raio da cena do skate seria uma (auto-)promoção que foi original na altura (e a cena do automovel não há perigo de ng, n venham c lérias...)
Há noticias de (digamos) contra-informação que me preocupam bastante mais... olha, a lavagem da imagem do "colossal" & "desvio" que afinal, ora são, ora não são relacionados: mau jornalismo...
Mias uma vez, a cena do skate é a silly-news que tem de por no final dos telejornais (deste paizeco) pra que as pessoas não fiquem com um negativo tão grande no fim... é o alivio da pastilha (o escape) c q se coroam as más noticias prós mais incautos sorrirem no fim... só a "come" (e se ofende ou ri) quem quer ...
Com papas e bolos se enganam os tolos!

23 julho, 2011  
Anonymous Ernesto Importa disse...

Pois é...
Exercício de retórica: Imaginem exactamente a mesma situação e o mesmo video mas em vez de ser um 'Guedes' qualquer ser um artista dos morangos com açúcar qualquer.
Que acontece?

23 julho, 2011  
Anonymous Patriota disse...

Ha pois, Ernesto. Ao menos este cromo, se se matasse, era só um. O outro, matou-se a ele e a mais dois, «tadinho, era um herói!».

24 julho, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial