20071125

Invejosos, é o que são...

Peço aos meus leitores que não façam deste blog um depósito de queixas contra os livros do Sr. Tavares. Não sou nenhum polícia da literatura. Por isso, quando alguém me diz que o início do "Rio das Flores" é muito parecido com o único e bem conhecido início de "Cem Anos de Solidão", de Gabriel García Márquez, isso é pura inveja. Comparem e confirmem que não há qualquer semelhança:

O livro do Sr. García Márquez começa assim:

"Muitos anos depois, diante do pelotão de fuzilamento, o Coronel Aureliano Buendía havia de recordar aquela tarde remota em que seu pai o levou para conhecer o gelo. Macondo era então uma aldeia de vinte casas de barro e taquara, construídas à margem de um rio de águas diáfanas que se precipitavam por um leito de pedras polidas, brancas e enormes como ovos pré-históricos. O mundo era tão recente que muitas coisas careciam de nome e para mencioná-las se precisava apontar com o dedo. Todos os anos, pelo mês de março, uma família de ciganos esfarrapados plantava a sua tenda perto da aldeia e, com um grande alvoroço de apitos e tambores, dava a conhecer os novos inventos".

O livro do Sr. Tavares começa assim...

Etiquetas: , ,

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

"Muitos anos depois", MST aborda o romance de família...

26 novembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial