20060819

Um episódio inédito dos Simpsons - Homer terrorista

No avião de regresso a Portugal li uma banda desenhada dos "Simpsons", da edição de Setembro de 2006, que comprei no aeroporto de Heathrow.
Foi a leitura mais apropriada ao momento...
No início, Mr. Burns, o patrão de Homer Simpson, recebe a "visita" do FBI. Dizem-lhe que tem 24 horas para entregar material para a investigação. A anormalidade do prazo de um dia é explicada pelo facto de, no passado, Mr. Burns ter dado uma segunda oportunidade no golfe ao então director do FBI, J. Edgar Hoover. O patrão de Homer Simpson pergunta depois se vender plutónio a terroristas "ainda" é contra a lei e afirma haver imagens dessa venda, registadas por câmaras de vigilância...




Mr. Burns, com a ajuda do seu fiel empregado, Smithers, manipula as imagens vídeo. Colocam Homer Simpson no lugar de Mr. Burns, o verdadeiro criminoso, que não tem problemas de consciência mesmo sabendo que estará a inculpar um homem inocente...



Homer, obviamente, é detido pelo FBI...




... e condenado por terrorismo.



Na prisão, Homer Simpson tenta uma fuga com outros prisioneiros e, ao cavarem um túnel, vão parar a um esconderijo do mesmo Mr. Burns. Este é o local onde ele guardava as obras de arte que trouxe ilegalmente da Europa depois da Segunda Guerra Mundial...



Na troca do seu silêncio, Homer consegue "comprar" a liberdade. Smithers, dar-se-á como culpado, mas ainda a tempo de fugir para o Rio de Janeiro.

3 Comentários:

Blogger Flávio Gonçalves disse...

Olha o que eu encontrei:

http://novadireita.blogspot.com/2006/08/os-inventores-do-mundo-futuro.html

20 agosto, 2006  
Anonymous desbul disse...

O medo de ser livre provoca o orgulho de ser escravo.

21 agosto, 2006  
Anonymous Sónia disse...

Então e tu Fred?

Quando é que escreves um livro em BD? Uma BD sobre teorias da conspiração entre outros assuntos ficaria super engraçado, não?

Sónia

21 agosto, 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial