20081123

Afinal, Hillary Clinton ganhou



Há dois anos, em Novembro de 2006, quando escrevi esta crónica na "Focus", sabia-se que havia grandes probabilidades de Hillary Clinton ser candidata às eleições presidenciais nos EUA. Confirmou-se, sem grandes surpresas, dois meses depois, em Janeiro de 2007, quando fez o anúncio oficial. Entretanto, aconteceu o "fenómeno" Obama e percebi que iria ter de rever a minha opinião. Voltei às previsões quando supus que, na sequência de um encontro do grupo Bilderberg, Hillary Clinton poderia ser a escolha de Obama para a vice-presidência. Aí, alguém deve ter avisado o candidato que era demasiado arriscado apostar num negro e numa mulher para a Casa Branca e arranjaram um branco "experiente", Joe Biden, como vice-presidente. Finalmente, no momento em que Hillary Clinton se prepara para ocupar o cargo de Secretária de Estado - um posto que é tudo menos honorífico - apesar até de provocar polémica, declaro que, para mim que tanto faz, quem ganhou estas eleições foi mesmo Hillary Clinton...

Etiquetas: , ,

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Estás quase a ser convidado para no dia 1 de Janeiro ires, à la Zandinga, fazer as previsões do ano que vem.
Se fosses político, pela forma como mudas de opinião (neste caso de previsão), serias, no mínimo, oportunista, mas invertebrado seria mais adequado.
Sendo jornalista, diria que tens uma necessidade patológico de poder dizer "eu bem disse, eu bem disse!".

01 dezembro, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial