20061008

Um jornal que vale por si só...

O semanário com nome de banco angolano não oferece DVDs porque não pode, mas vai começar a oferecer-se a si próprio...




....Actualização a 9 de Outubro....

O vale aqui representado não significa que o semanário estará a oferecer-se em banca pelo menor preço... Não. Até prova do contrário, o vale funciona como, por exemplo, pagamento de uma assinatura que, na impossibilidade do exemplar ser entregue em casa ao sábado, poderá ser levantado pelo assinante directamente em banca... De outra forma seria fazer subir as vendas em banca de uma forma discutível e, com certeza, não é isso que se quer dar a entender, pois não?!...

6 Comentários:

Blogger Bokarras disse...

Meu caro Fred... há uns tempos que não te dava a honra da minha visita, mas deixa-me que te diga que estás enganado pois desde há algum tempo que essa lei de não se poder fazer ofertas durante o primeiro ano de uma publicação deixou de estar em vigor.

Actualmente, é possível fazer "quaisquer tipo de promoções desde que as mesmas não vão contra a isenção jornalística nem impliquem conotações políticas, religiosas, económicas ou ideológica do Órgão de Comunicação Social em causa".

Aliás, recordo-te que uma revista semanal, dirigida por um famoso plagiador com o qual já ambos trabalhámos, deu brindes e fez promoções com filmes logo no primeiro mês em que esteve nas bancas.

Já agora... confesso que não percebo essa tua irritação contra o tal jornal com nome de banco angolano. Será que é porque o arquitecto não quis ter em conta o teu "currículum vitae"!?

Cuidado amigo... não te exponhas muito ao Sol porque exposições prolongadas causam cancros de pele!

09 outubro, 2006  
Blogger para mim disse...

Bokarras, muito te agradeço o reparo e devido esclarecimento. Contudo, o jornal que "vale por si" vai mesmo oferecer-se... Quanto a mim, sim, é verdade, o meu curriculum não foi devidamente apreciado por aquelas bandas, mas, que carago! se bem te lembras eu até tinha feito uma queixa do arquitecto na antiga AAPCS e ele nem sequer quis receber-me para que lhe pudesse explicar a origem de tal episódio. Enfim, o futuro dirá se fui eu quem perdeu uma boa oprtunidade ou se foram eles!... A propósito, não se se já sabes, mas hoje comecei a trabalhar como editor de política na "Focus". Sim é um regresso à "antiga" casa... E digo-te que já estava com saudades de Sintra!

09 outubro, 2006  
Blogger josé disse...

Vi o mail ( ando a despedir-me da casa que me acolheu, aos poucos) e aqui estou para responder.

Gosto do jornal SOl. Gosto do primeiro caderno, sem mais. Nem leio o resto.
Falta-lhe uma secção cultural a sério, mas isso, se for como a Actual do Expresso, até dispenso bem.
Mal por mal, prefiro ler revistas estrangeiras.
E por falar nisso, quem escreveu sobre Joachim Fest? O único que vi, foi Cutileiro ( o embaixador) no Expresso. Um bom artigo, aliás.
Quem escreveu sobre Jonathan Little que acaba de publicar um blockbuster em França, sobre a mesma temática?
Ninguém.
Está tudo dito.
Cumprimentos.

09 outubro, 2006  
Blogger josé disse...

Jonathan Littel.

09 outubro, 2006  
Anonymous Anónimo disse...

Só dizes baboseiras, para ti tanto faz... E a "Sábado" que, uma vez no mercado, começou por oferecer leitores de Mp3? Isto sem falar noutros brindes... Ataca o "Sol" à vontade, mas informa-te primeiro sobre o que escreves.

10 outubro, 2006  
Blogger para mim disse...

Caríssimo anónimo,

Quando escrevi que o dito semanário estava proibido de fazer promoções, tive o cuidado de não enganar ninguém e até cheguei a avisar: "Sinceramente, não sei se o que vou dizer ainda está de todo correcto". O tal "ataque" que dizes é, para mim, apenas uma opinião livre. Considero-me um homem livre... E se não me informei melhor foi apenas porque neste momento o semanário não faz mesmo parte das minhas prioridades... Tenho outros interesses bem mais elevados! Mas, obrigado pelos teus conselhos e por te teres lembrado dos mp3 da "Sábado"... Mas, já agora, isso foi uma promoção para obter assinaturas ou foi mesmo uma oferta em banca como os DVDs do "Expresso"? É que é capaz de haver aí também uma diferença... tal como estes estranhos vales de desconto que depois acabam por ser contabilizados como venda em banca... Mas, agoro espero eu e os meus leitores que daqui a uns tempos nos esclareças tudo. Fico à espera!...

10 outubro, 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial