20050122

Diogo Infante, o actor e o político activo

O actor Diogo Infante dá uma entrevista à revista "Visão" desta semana, cuja capa diz "O País está cheio de Boatos" - algo que eu não sabia, pois pensava que eram só boatos...
Da entrevista de Diogo Infante - não a que, por acaso surge na tal reportagem sobre boatos, mas sim uma outra umas páginas mais à frente - destaco o seguinte:

"Pergunta: Vota sempre?
Resposta: Só se não puder. É um direito. Nem que seja votar em branco, mas é importante tomar uma posição. Demitirmo-nos, não ir, ficar na praia... com que autoridade depois falamos, reclamamos e dizemos que esta país está uma desgraça? O português tem muita conversa, mas só age quando a coisa dá mesmo para o torto. Somos brandos e passivos. Está na altura de mudar e isso depende das novas gerações".

Filosofias à parte, estou de acordo com Diogo Infante e digo que deveríamos todos ouvi-lo e ir votar em força no próximo dia 20 de Fevereiro. Não importa dizer aqui em quem acho que deveríamos votar, mas digo que o que devemos fazer é deixar de sermos passivos e assumir, de uma vez por todas, que somos membros activos no jogo da política.
Obrigado Diogo Infante pelo esforço em abrir-nos os olhos!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial