20030819

Sérgio Vieira de Mello

Será que ele está só ferido?
E se ele morrer na sequência do atentado, será que a ONU fica ou sai do Iraque? Obviamente que fica. Aliás, é precisamente o que acontece quando acontecem coisas como esta. São estes atentados que servem para os nossos líderes virem depois dizer que "os atentados ocorridos configuram um ataque à própria comunidade internacional". Somos todos nós as vítimas. Então, porque se matou o terrorista? Não é também ele uma vítima? O que leva uma pessoa a agir assim? Não estaria ele melhor a pastar cabras ou, outro exemplo, a negociar acções em Wall Street? Não aspiraria ele a um emprego onde pudesse trabalhar e ser justamente recompensado pelo que produz? Não acredito que quisesse ser bombista profissional. É uma carreira curta, mal paga e sem futuro. Fanatismo? Só é fanático quem acredita em fanatismo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial