20100814

Droga de Wikileaks

De repente, parece que o mundo jornalístico descobriu que há uma solução para a censura e, vai daí, anunciaram como cura milagrosa para um trabalho que há muito se demitiram de fazer: as fugas de informação no "Wikileaks", das quais já se "saliva" à espera de mais revelações espectaculares. Convém por isso conhecer o que diz Daniel Estulin sobre estas revelações: "¿Por qué los supuestos documentos secretos de Wikileaks se ceban con un viejo general de 74 años? [Hamid Gul el general jubilado y ex jefe de los servicios secretos Paquistaní] ha cometido un 'error' imperdonable en junio 2010 cuando en una entrevista local saco a la luz el papel del ejercito estadounidense en la venta de heroína Afgana a través de su base top secret Manas en Kyrgyzstan".



Hamid Gul já se disponibilizou a ir aos EUA esclarecer as informações da "Wikileaks": "'Report of my physical involvement with al Qaeda or Taliban in planning attacks on American forces is completely baseless,' the former Inter-Services Intelligence chief said in an interview with The Wall Street Journal. 'I am not against America, but I am opposed to what the American forces are doing in Afghanistan'". Mas, a sua tarefa vai ser algo difícil por causa disto...



De qualquer modo, para saber mais sobre o tráfico de droga no Afeganistão, podem sempre recordar uma peça jornalística, sem "Wikileaks", que surgiu há dois anos: "CIA, Heroin Still Rule Day in Afghanistan".

Etiquetas: , , , , , , , , ,

3 Comentários:

Anonymous anarquista colectivista disse...

Coloquei já um aviso como comentário à notícia referida neste artigo, que foi publicada no blogue do Daniel Estulin, mas nunca é demais chamar a atenção para isto, e para quem não consultar a notícia em causa, aqui vai outra vez:
A WikiLeaks tem, o que pode ser descrito como uma relação muito suspeita com os órgãos de comunicação de massas controlados pelos mesmos interesses que controlam o governo norte-americano e outros, órgãos esses cujo trabalho no passado tem sido sempre abafar e distorcer factos importantes que esses mesmos interesses não querem que cheguem a público(!).
Ou, mais explicitamente, visto que quem lê este blogue onde escrevo saberá do que estou a falar: a WikiLeaks é elogiada e apoiada por imprensa e instituições controladas pela conspiração política conhecida como "Nova Ordem Mundial", a função das quais é tudo menos denunciar informações consideradas um incómodo para o poder estabelecido(!).
Se alguma vez estiverem a pensar denunciar alguma coisa, pensem muito bem na maneira como o fazem e com a ajuda de quem é que o querem fazer.
Leiam mais sobre o que quero dizer aqui e tenham em conta também isto, relativamente a alguma da dita imprensa alternativa, que também elogia a WikiLeaks.

"para mí, WikiLeaks es una operación negra del gobierno estadounidense."
--- Daniel Estulin

15 agosto, 2010  
Anonymous anarquista colectivista disse...

Exército norte-americano a "tolerar" o cultivo de ópio no Afeganistão:
http://www.youtube.com/watch?v=N_gOaPeSCME

15 agosto, 2010  
Anonymous anarquista colectivista disse...

"L'Agent Estulin" falando sobre a WikiLeaks: RTVE Ràdio 4 (Catalunya)

05 outubro, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial