20100610

Balanço Bilderberg 2010 - Sitges, Barcelona

Em Espanha, já muitos sabem o que significa Bilderberg. As televisões noticiaram o encontro...



E debateram...



O diário "El Mundo" até fez humor com o tema - é um dado importante, pois o humor só se faz quando o assunto é suficientemente reconhecido pela maioria da população...



Depois, as manifestações que aconteceram no centro de Barcelona, tornaram a questão "oficial"... Acho que, a partir do encontro de Sitges, não se pode continuar a negar que existe mesmo uma elite financeira que se reúne, à porta fechada, com políticos eleitos, por detrás de um forte cordão policial, durante três dias, sem direito a declarações públicas. Chamam a isso Democracia, mas não é...







Entretanto, Daniel Estulin tem aqui as alegadas notas do encontro deste ano:

"Think Greece Is Alone? Think Again! Bilderbergers admitted that the pain isn’t confined to Greece. Portugal’s benchmark 2-year note yield just blew out to 4.82 percent from 1.58 percent. That’s a tripling in interest rates in less than a month. Ireland? Its 2-year yield rocketed to 3.83 percent from 1.62 percent in 23 days. Spain´s yields recently shot up to 2.08 percent from 1.36 percent. Bottom line: A virulent sovereign debt contagion is spreading like wildfire throughout the euro zone. But, as another Bilderberg admitted, 'if the Greeks get bailed out, who’s next? And where the heck is all the bailout money going to come from? Policymakers may need to cough up almost $800 billion to 'save' everyone'".

Etiquetas: , ,

14 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Esperemos então que seja agora que você revê a sua filiação partidária e deixa de fazer campanha pelos membros deste clube...

http://www.danielestulin.com/2010/06/07/un-personaje-facil-de-entrevistar/#comment-2800

10 junho, 2010  
Blogger para mim disse...

Por causa das duas rainhas presentes? Não faço ingerência nos assuntos de outros países. Um rei ou rainha de Portugal que aceitasse ir a uma reunião de Bilderberg e depois não contasse o que lá se passou, seria por mim contestado...

11 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

Porque, tal como denuncio no último "link" que deixei no meu comentário no blog do Daniel Estulin, a Casa de Bragança pertence ao núcleo duro da Nova Ordem Mundial...

O Clube Bilderberg é como que uma câmara baixa do parlamento do Governo Mundial oculto. Ou o principal orgão executivo de uma vasta rede de grupos que constituem a conspiração da Nova Ordem Mundial. Acima deste, a controlar toda esta rede, e a fazer as decisões de fundo que depois são postas em práctica pelos diferentes orgãos executivos, está o Comité dos 300 - o topo da pirâmide, ou a "câmara alta do parlamento", onde se reunem os chefes máximos de toda a operação.
No núcleo duro desta organização estão as velhas famílias reais europeias, com ou sem actual assento no trono do seu País, nas quais se inclui a Casa de Bragança.
Às reuniões do Clube Bilderberg vão, com maior ou menor frequência, as famílias que detêm actual poder formal. Enquanto que nas reuniões do Comité dos 300 participam sempre, pessoalmente ou através de representantes, os membros de todas as famílias reais europeias que nunca deixaram de facto de governar.
E tal como o Daniel Estulin explica, estas pessoas que nos controlam no topo são apelidadas de "sinarquistas". Querendo isto dizer que governam de forma conjunta. Sendo as decisões tomadas pelo colectivo o resultado de um consenso a que chegaram os diferentes membros do grupo.
Por outras palavras, tal como se pode ver nas reuniões do Clube Bilderberg, cada membro desta vasta rede organizativa não faz simplesmente o que lhe apetece ou age de modo independente. Fazendo antes as suas acções parte de um plano pré-determinado conjuntamente com os seus co-conspiradores.
Assim sendo, quando um chefe de uma qualquer família real faz algo de político, está a obedecer às directivas gerais formuladas a partir do consenso a que chegou com outros membros das restantes famílias reais.
Perdoe-me o ponto de vista anarquista, mas ainda que se desse uma coisa muito má na cabeça dos portugueses e estes decidissem um dia voltar a pôr formalmente a Casa de Bragança à frente dos destinos do País - o que é irrelevante, pois esta continua a governar nos bastidores - as acções públicas desta nunca seriam acções independentes, ou no melhor interesse apenas do nosso País (assumindo o princípio ridículo de que um "rei" age sempre no melhor interesse de todos e não apenas no melhor interesse da sua família). Pois esta está organizada, de forma coesa, com as restantes famílias reais, não podendo as suas acções por isso ser dissociadas das acções da restante dita "realeza".
Por esta razão é que denuncio que, ao fazer campanha por uma família real, está-se de facto, dada a actual estrutura organizativa existente nos bastidores, a fazer campanha por todas.

(continua)

11 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

E o problema não está no facto destas não prestarem contas sobre o que fazem nas reuniões do Clube Bilderberg. Já temos uma boa ideia do que se passa lá dentro, graças ao trabalho de investigação feito pelo Jim Tucker e pelo Daniel Estulin. Já sabemos também o mais importante, que são os seus objectivos. O problema está agora em conseguir impedir estes sociopatas de os implementarem.

Se quiser saber do que estou a falar, leia o livro sobre o Comité dos 300 do Dr. John Coleman, que é repetidamente referenciado no livro do Daniel Estulin.
E aproveite já agora a promoção que a equipa da World In Review está ainda a fazer de vender pacotes de 10 monografias do Dr. Coleman a metade do preço e inclua num destes pacotes a que está listada como Black Nobility Unmasked, onde este fala da mesma "Nobreza Negra Veneziana" mencionada pelo Daniel Estulin - outro grupo, que constitui um núcleo mais alargado do Comité dos 300, no qual se inclui mais uma vez a Casa de Bragança.

http://www.coleman300.com/

Mais: parece que o Dr. Coleman irá dar uma entrevista na próxima segunda-feira no programa de rádio do Alex Jones. Há já cerca de 8 anos que este não aparece neste programa e são raras as entrevistas a este que se podem encontrar "online". Por isso, deverá ser uma oportunidade única a não perder.
Tal como o fez na semana passada num breve prelúdio, o Alex Jones irá certamente pedir a este estudioso do tema para que descreva à sua audiência qual o papel do Clube Bilderberg na hierarquia de organizações que constituem a rede conspirativa da Nova Ordem Mundial. Isto deverá elucidar muita gente que ainda pensa que este clube constitui o topo da pirâmide.

11 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

E já agora, não vem a propósito, mas por me lembrar, de uma das vezes que espreitei este blog, de ter visto uma referência ao "Jon Ronson", aviso-o do seguinte.
O "Jon Ronson", tal como o "Charlie Skelton", são agentes desta mesma rede.
O próprio The Guardian fez ontem o favor de os denunciar.
O propósito do que andam a fazer é obviamente tentar ridicularizar toda esta imensamente séria temática.

(Notícia original e um comentário que lá deixei.)

11 junho, 2010  
Blogger Karocha disse...

Anónimo

Quem representa a Casa de Bragança no Comitê dos 300, o Dom Duarte o Dom Henrique ou o Dom Miguel?

11 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

Entendo que por "representar" queira dizer a pessoa que tem direito a ser representada, ou a participar nas reuniões, do Comité dos 300, por ser membro da Casa de Bragança, e não as eventuais pessoas que são frequentemente enviadas, em nome desta mesma pessoa, em sua representação...

Não sei quem é o actual chefe de família dos "notorious Braganzas" mencionados pelo Dr. Coleman e pelo Daniel Estulin. (Essa é uma das perguntas que gostaria um dia de fazer ao Dr. Coleman.) Pelo que li, e estive a pesquisar, não consegui perceber quem eram.
Apenas sei que, à data em que foi escrito o texto original da monografia do Dr. Coleman sobre a "Nobreza Negra Veneziana" - 1986 - os Braganzas estavam a viver no Brasil.
Por exclusão de partes, do pouco que sei, desconfio que seja ou o actual duque proposto pelo PPM, ou alguém do ramo de Orleães... Mas não faria sentido que fosse alguém deste último ramo, pois este foi banido e, além disso, isto violaria a regra de ter de se ter nascido em território português... Será o Brasil ainda reconhecido nos bastidores como território português? Será algum ramo desconhecido publicamente?
Sei que a Casa de Bragança já foi representada no Comité dos 300 pelo duque de York. York, Reino Unido... Será algum ramo desconhecido dos Saxe-Coburgo e Gota?
Não sei. Não sou um entendido em regras de descendência monárquica.
Mas, para além do Dr. Coleman, quem deverá também saber a resposta é o Daniel Estulin... Talvez o autor deste blog lhe queira perguntar isso da próxima vez que jantar com ele. ;)

11 junho, 2010  
Blogger Karocha disse...

Anónimo

Obrigada pela informação.

12 junho, 2010  
Blogger Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/

12 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

Telecinco.....TV espanhola de "Il Cavaliere"?

12 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

(Sou o "anónimo original"...)

Só para avisar que os meus comentários acabaram com a explicação dada à Karocha e que o anterior comentário não é meu.

12 junho, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

a opiniao de joan ridao?
a opiniao de alfons lópez tena?

24 junho, 2011  
Blogger Fernando Negro disse...

http://blackfernando.blogspot.com/2011/12/para-os-monarquicos-e-nao-so.html

10 dezembro, 2011  
Blogger Oliveira disse...

Não sei.Mas esta coisa de,contra toda a tradição e patriotismo,terem feito ir estudar para Inglaterra Dom Afonso, o herdeiro do Trono de Portugal, não me agradou nada nem me augura nada de bom.

16 fevereiro, 2015  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial