20080630

Polícia sai em liberdade

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Errou nas convicções que teve. Não investigou para as razões do desaparecimento. Tentou apenas obter confissões (na falta de provas)para acusar e prender Kate Mccan.Falhou e não conseguiu. Os exames forenses voltaram anão confirmar NADA da sua tese. "bufou" para a comunicação social o que não devia. Saíu. Fez bem em saír. Estava queimado no interior da PJ. Mas não merece as pedras que alguns colegas hoje lhe atiram. Não são melhores do que ele!

02 julho, 2008  
Anonymous Anónimo disse...

Quem sabe o que aconteceu à criança está calado que nem um rato. Existe uma rede de pedofilia em Portugal à qual está ligada gente muito importante, por isso é que não interessa que se saiba o que lhe aconteceu nem tão pouco que a polícia, à qual deu ordens nesse sentido, descubra a verdade. Essa gente muito importante que é simultâneamente muito poderosa, porque pertence à rede, sabe o que foi feito da infeliz criança.

02 julho, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial