20080316

Lançamentos

O meu próximo livro, "O Enigma da Praia da Luz" estará à venda nas livrarias a partir do próximo dia 19...



Nesse mesmo dia 19, no Café In, o novo livro do ex-inspector da PJ Paulo Pereira Cristóvão, "A Estrela de Madeleine", irá ser apresentado por Fernanda Freitas...



Quanto à apresentação pública do meu livro, para já digo apenas para reservarem o dia 31 deste mês, por volta das 18h30. Em breve indicarei o local e anunciarei o nome da pessoa que o irá apresentar...

Etiquetas: , , , , , ,

3 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Tanta gente a ganhar inheiro à custa do drama dos outros!!!!
Não têm vergonha na cara!!
E são muitos os desavergonhados: você, esse ex-inspector da PJ acusado de tortura, o Barra da Costa, deviam doar os montantes obtidos com tais vendas a instituições de apoio ás crianças, para aliviarem a cinsciência (mesmo assim espero que sejam poucas, porque isso é literatura de cordel e nada mais)!
Não contava que o Frederico estivesse incluído nessa espécie de gente, depois de ler o que tem escrito!!!
Tenho pena, mas afinal enganei-me!!!

17 março, 2008  
Anonymous ana borges disse...

Senhor anónimo:

O dinheiro dos livros que o Frederico vender não é nada comparado com o dinheiro que os MacCann já amealharam com o famoso fundo!
Só mesmo quem nao sabe o que diz é que comenta como anónimo, pois deve ter medo de respostas menos agradáveis.
O senhor Paulo Pereira Cristovão não está provado que tenha torturado ninguém.
Aliviar a consciência deve você fazê-lo depois de comentários destes.
E alivia-se a consciência malvada que temos ao tentar perceber como é possivel que os pais da Maddeleine MacCann tenham um tratamento tão diferente de outros pais (bem mais desesperados e, provavelmente, bem mais inocentes)que vivem o drama do desaparecimento de um filho.
E ainda:
O verdadeiro drama do casal MacCann é não ter conseguido levar as coisas como esperavam. Eles pensavam que Portugal era um país de terceiro mundo e nunca esperaram que a Pj fosse tão boa a trabalhar.
Enfim, nunca saberemos a verdade, talvez um dia no futuro, onde nem você estará aqui para dizer coisas dessas, nem eu para lhe responder.
e Assino:

Ana Borges
(Delegada do Ministério Público)

17 março, 2008  
Anonymous Anónimo disse...

É de dar a volta ao estômago este tipo de literatura. Infelizmente há-de haver sempre quem compre lixo e quem lucre às custas dele.

Duas coisas são certas: it's all about money... e quem perde nesta história toda é a criança que desapareceu.

Cmpts, Susana Almeida

19 março, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial