20070717

Nem mais um cêntimo pelo petróleo

Era eu mais novo - foi na altura em que o Cavaco ainda não tinha a maioria absoluta - e havia um grande enigma na minha vida. Um segredo apenas ao alcance dos adultos. Andava sentado no banco traseiro do carro do meu pai e, de tempos em tempos, ele ia meter gasolina. Parava o carro junto à bomba - que era enorme e parecia uma nave espacial - abria o janela da sua porta e entregava as chaves ao funcionário. E dizia (não quero exagerar nos números, mas devia ser algo como isto, pelo menos a título de exemplo): "Ponha 1950 escudos". Ou dizia: "3950 escudos". Às vezes: "4950". Depois, o meu pai dava 2000 escudos para pagar 1950, e 4000 para pagar 3950 ou 5000 em vez de 4950. Eu, que ainda tinha conhecimentos básicos de matemática, perguntava-me por que razão o senhor da bomba, ao contrário dos senhores das quintas dos ovos dos livros lá do colégio, não lhe dava os 50 escudos do troco... anos mais tarde percebi o que era uma gratificação.
Hoje, somos nós que enchemos o tanque e não recebemos qualquer gratificação por esse trabalho.
Pior: somos roubados...
Achava estranho que quando metia gasolina e mantinha a agulha dentro do tanque e olhava para o contador conseguia parar nos valores certinhos: 10.00 euros. 20.00 euros. 25.00 euros. 30.00 euros. Porém, quando ia pagar, o funcionário, por detrás do balcão, dizia-me: "10.02 euros" ou então 20.01 euros". E às vezes até: "30.02 euros". Com a pressa, não tivera antes tempo de conferir e, quando regressava ao carro, realmente lá estava esse valor estranhamente marcado no mostrador da bomba. Pensei que, com vontade de me despachar, olhava mal para os números.
Até que um dia resolvi tirar a teima...
Meti 10.00 euros certos (por norma, não costumo fazer o pré-pagamento ou a pré-marcação porque a meio da operação decido se quero meter mais, como 15.00 euros ou 25.00 euros).
Parei nos 10.00 euros exactos. Tirei a agulha do depósito do carro e confirmei: 10.00 euros. Meti a agulha na bomba e, de imediato, o indicador saltou para os 10.02 euros!
Reclamei e, imagine-se!, fizeram-me o desconto!
Admitiram que há um erro!



Eu reclamei e deram-me razão. E você, já foi assaltado hoje?

Etiquetas: ,

7 Comentários:

Anonymous Soraia Borges disse...

Fred! Eu tenho-lhe muita estima mas, mais uma vez, veja lá se vence essa depressão!

17 julho, 2007  
Anonymous Anónimo disse...

já me aconteceu o mesmo, mas por ter pago em dinheiro não me exigiram os 2 cêntimos.
eu ainda disse "tenho a certeza que são 10 euros" ao que o empregado disse "não tem razão, aliás, quando entrar no carro pode confirmar" e realmente estavam marcados 10.02.

achei muito estranho, mas ainda não tinha sabido de outros casos.

18 julho, 2007  
Anonymous IBIS disse...

Tenho um familiar que é roubado de 3 em 3 meses pelo Millenium.
Sacam-lhe 15.60 euros para despesas de manutenção.
Todos os santos 3 meses.
Isto numa conta em que entra apenas a reformazita todos os mesitos.
A unica hipótese seria levantar tudo de uma só vez.
Mas como tem medo de ser roubadazita...
Fica assim.
É cá uma manutencão!!
Façam as contas ao ano.

18 julho, 2007  
Anonymous ibis disse...

Tenho um familiar que é roubado de 3 e 3 mesitos pelo Millenium.
Sacam-lhe cerca de 15.60 euros para despesas de manutenção numa conta onde apenas entra a reformazita.
Todos os santos 3 meses.
A única hipótese seria levantar tudo logo de uma só vez.
Mas como tem medo de ser roubadazita...
Fica assim mesmo.
É cá uma manutencão!
Façam as contas ao ano.

18 julho, 2007  
Anonymous Patriota disse...

Agora multipliquem 2 cêntimos por milhões de clientes que se deixam enganar...
Já não bastam roubarem-nos com os impostos criminosos e o monopólio dos recursos energéticos...

18 julho, 2007  
Anonymous Anónimo disse...

Foi precisamente por essa do Millenium que acabei de vez com a conta nesse banco!
Até me dei ao trabalho de me deslocar de propósito à sucursal para levantar os meus 6 últimos cêntimos!
Agoar atenho conta na CGD, pelo menos não me cobram a alarvidade de 5 euros por mês!

19 julho, 2007  
Anonymous MOLHOBICO disse...

A mim aconteceu-me já este problema, mas ainda me aconteceu pior, embora há já algum tempo, numa gasolineira (não gosto da palavra bomba):
Pedi 30 euros, não saí do carro, (foi serviço feito por funcionário), paguei, e só quando ia para arrancar, verifiquei que o funcionário só tinha posto 27 euros! Só não digo o nome da gasolineira nem o local, porque a empresa não tem culpa da atitude do funcionário. Estejam atentos.

04 setembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial