20070304

Lembrar o 3 de Março de 2007

Em nenhum artigo sobre a manifestação anti-fascista de ontem em Santa Comba Dão li que houve um momento de alguma tensão quando o Largo do Balcão (antigo Largo 25 de Abril) foi invadido por uma nuvem de fumo, mas que afinal era de uma churrasqueira que estava a arder. Não havia mil militantes anti-fascistas... Longe disso. E as provocações não passaram de uma troca de cantigas de um lado e outro. A GNR manteve uma presença cordial e soube sempre serenar os ânimos, que nunca estiveram "exaltados". Activos, quanto muito, mas "exaltados" é que não... Houve umas saudações fascistas que levaram como resposta um erguer de cravos vermelhos. E até houve risos de um lado e outro.
agora, que o país está dividido e a tensão pode rebentar em breve... isso temo bem que sim...

5 Comentários:

Anonymous Patriota disse...

Depois de mais de 30 anos de mentira, roubo, corrupção e subserviência aos grandes poderes mundiais os portugueses já estão fartos até aos cabelos dos políticos e da meia dúzia de pseudo-"anti-fascistas" cujo cérebro parou nos anos 70.

É óbvio que não é possível regressar nenhum Salazar nem fascismo, ideologia que nunca existiu em Portugal. Mas que a actual ditadura do 25 de Abril não vai chegar aos 40 anos, disso podes ter a certeza absoluta.

05 março, 2007  
Blogger Bruaca disse...

"A tensão pode rebentar em breve..."?
Mas qual tensão?
O Povo português há muito que se deixou adormecer numa ilusão de sociedade livre. Entretidos com shopping centers, carros novos e televisão, esta tensão só pode ser sobre quem vai ganhar o futebol ou como vai acabar a telenovela.
Isto agora só se acorda com uma bruta dose de amónia no nariz!
A ver se esbugalham os olhos!

05 março, 2007  
Anonymous Anónimo disse...

¿Crispación en Portugal? ¡De baja intensidad comparada con el caldeado ambiente politico español!

05 março, 2007  
Blogger José Raposo disse...

Este anónimo espanhol é que tem razão. Estamos a apostar demasiado na crispação da sociedade portuguesa. Criamos uns mitos que o país está dividido sobre certos assuntos e depois passamos os dias a alimentar isso na comunicação social. Acho francamente idiota este absurdo que a democracia é que é corrupta, que todos os politicos (necessariamente mais do no estado novo onde havia muito poucos) são uns malandros e que isto é tudo a roubar, até fartar. E que o fascismo não foi bem fascismo, foi assim uma coisa levezinha, menos para aqueles que foram para o tarrafal. Mas esses não interessa porque eram comunistas e comiam crianças ao pequeno almoço. Realmente entristece-me muito a herança de debilidade mental que o seminarista de Santa Comba deixou neste país.

05 março, 2007  
Anonymous ibis disse...

Acho que estamos mais em banho-maria.
,

06 março, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial