20061016

Agora, sim, está tudo explicado...

Sobre isto, fiquei a saber o seguinte:

In "Meios e Publicidade"

"Sol diversifica estratégia de distribuição

Noutro âmbito, o Sol estabeleceu recentemente um acordo com uma empresa da área farmacêutica que lhe permitirá garantir a venda de 24 mil exemplares entre as edições de 30 de Setembro e 16 de Dezembro.

O acordo em causa, estabelecido com uma empresa que 'não foi identificada por questões de concorrência', contempla a venda a priori de dois mil exemplares por edição, durante 12 semanas consecutivas. Em declarações ao M&P, o director de marketing do semanário, Efraim Tavares, explicou que o processo de distribuição é feito através da entrega semanal de dois mil cupões à empresa com quem foi estabelecido o acordo, sendo estes posteriormente passíveis de troca pelo jornal nos pontos de venda.

Revelando que este é o primeiro acordo do género estabelecido pelo jornal, Efraim Tavares explicou ainda que o título manifesta 'total abertura' ao alargamento deste tipo de iniciativas a outras entidades. Sobre a possibilidade de as vendas resultantes deste acordo poderem constar nos relatórios da APCT como 'ofertas' e não como 'vendas em bloco', o responsável garantiu que essa eventualidade 'está salvaguardada' pelo facto de o acordo ter sido estabelecido por um preço de venda superior a 50%."

Ok, estamos conversados.
E, já agora, com os devidos agradecimentos ao "Ardinário".

2 Comentários:

Anonymous Flávio Gonçalves disse...

uma empresa da área farmacêutica a comprar jornais aos milhares... sim senhor.....

17 outubro, 2006  
Blogger UheccaGil disse...

Ora, vamos já aqui fazer uma teoria!
Uma vez que estamos na época das viroses (dizem eles), se se espalhar umas quantas, o pessoal vai à farmácia, compra os tais medicamentos e tem direito a um jornal para ler enquanto a cura.
Ora, não 'pagam' pelo jornal o preço normal, mas sim superior.
Perguntas a fazer:
- quem ganha com o lançamento de viroses?
- quem ganha com a distribuição do jornal?
- quem ganha com este acordo? a farmacêutica ou o jornal?
- não será o mesmo gajo?

Outras perguntas pertinentes:
- e o que se lê no jornal?
- será bom para substituir o papel no wc?

Estas são apenas algumas perguntas que devíamos fazer e pensar bem no assunto...

17 outubro, 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial