20050501

Um domingo inglês

O "Sunday Times" de hoje revela um documento, que já foi secreto, sobre uma reunião entre o primeiro-ministro britânico Tony Blair e membros do seu gabinete de Defesa, que teve lugar a 23 de Julho de 2002. O encontro serviu para analisar os planos norte-americanos para invasão do Iraque, cerca de oito meses antes da acção militar ter sido colocada em prática. E muito antes da ideia de que o ataque era inevitável ter passado para a opinião pública.
É apenas mais um exemplo da frieza da manipulação política que, aqui, em Portugal, continua a não ser denunciada pela Comunicação Social. Onde estava Durão Barroso nessa altura, por exemplo?
Contudo, o artigo mais interessante de hoje do mesmo jornal inglês (sim, porque isto de que Blair preparou a guerra com bastante antecedência não é novidade para ninguém...) vem logo na página seguinte, onde se noticia a criação de um serviço de acompanhantes composto por alunos (e alunas) das reputadas universidades de Oxford e Cambridge...
O(A)s aluno(a)s prestam-se a isso porque precisam de dinheiro e prometem a quem se inscrever uma noite bem passada, onde os clientes podem conversar e conviver com gente educada e interessante. Sexo não faz parte do contrato, mas nunca se sabe o que a noite poderá reservar... É a concretização do sonho de Woody Allen em ter uma puta intelectual, onde possa passar a noite com uma mulher sem ser obrigado a ter sexo com ela!
Depois destas revelações de Dia de Trabalhador num domingo inglês, quase que me esquecia de dar os parabéns a José Mourinho pela conquista do título de campeão inglês...

P.S. Depois do jogo de ontem contra o Belenenses, está mais do que visto que este ano o título português vai para o Benfica. É provável que o Sporting, para "compensar", vá disputar a final da Taça UEFA no seu próprio estádio, mas é uma pena que o Benfica esteja a ser levado ao colo de uma forma tão óbvia... A não ser que esteja preparado estragarem-lhe a festa no Bessa, o que seria algo sádico, depois de se ter levado tantos benfiquistas a acreditarem que este ano é que ia ser... Contudo, um amigo lembrou-me há dias que, no início do Campeonato, Luís Filipe Vieira disse publicamente que iria festejar a conquista do campeonato no Norte. Não sei o que estará há muito combinado no nosso futebol (pois, porque isto das "guerras" combinadas não é só na política...), porém reconheço que é importante para a auto-estima do País e para a retoma que o Benfica ganhe finalmente um campeonatozinho... Então agora, que até já temos um primeiro-ministro encarnado! Estou mesmo a ver que festa benfiquista vai ser no Porto. Na cidade do eterno rival... Vai ter piada, vai...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial