20040627

O futuro de Portugal

No dia em que António Guterres decidiu demitir-se na sequência de uma derrota em eleições autárquicas, os socialistas atiraram o País para eleições legislativas antecipadas, quando não havia necessidade.
Agora, numa altura em que Durão Barroso sai do governo, porque irá representar o País em círculos internacionais, estão os socialistas outra vez a pedir eleições antecipadas.
Entendo os argumentos, pois ninguém votou para ter um governo Santana Lopes - Paulo Portas. As eleições de Março de 2002 foram para eleger Durão Barroso, apesar de se dizer que é a maioria parlamentar da Assembleia da República que indica o governo ao Presidente da República. Porém, não aceito que se diga que isto é um "golpe de Estado", visto que, já se sabia que Santana Lopes era o nº2 do partido. E, de acordo com a matemática, depois do um vem o dois...
E ainda bem que assim é, pois é a prova de que a democracia funciona.
Convocar eleições antecipadas numa altura como esta, seria atrasar ainda mais o País, pois era a segunda vez, em menos de quatro anos, que não haveria uma legislatura completa e voltaríamos ao tempo imediatamente pós-25 de Abril de 1974, com governos dia sim, dia não.
Deixem Santana Lopes e Paulo Portas no poder até 2006 e, nessa altura, que se faça a leitura.
Quanto à inevitável remodelação no governo, só tenho a dizer que é preciso mudar, para que tudo fique na mesma.
Lampedusa.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial