20110118

Quando eu era terrorista...



6 Comentários:

Blogger Bela Adormecida disse...

Ah Ah Ah Ah Ah Ah Ah!!!!
O que mais tem é ar de terrorista!!

18 janeiro, 2011  
Blogger Fernando Negro disse...

Pelo andar das coisas, qualquer dia ainda é mesmo considerado terrorista... Mas é por andar a dizer coisas incómodas ao poder estabelecido.
Vejo que a notícia é de 2001. Nessa altura já andava eu, acima de tudo, imerso na Internet em busca da informação que mais me interessava. E deverá ter sido por isso que me terá escapado esta notícia... pois cresci a ler o seu jornal. :)
O meu pai era grande fã deste, e muitas vezes em pequeno, lá ia eu à papelaria pedir o "Tal & Qual".
Em várias destas vezes, quem me atendia e sabia bem quem a minha família é, ou mesmo quando calhava ser uma qualquer outra pessoa, sorria com um ar surpreendido por estar a pedir tal jornal. Um exemplo do chamado jornalismo em formato "tablóide", que retrata as coisas de uma forma tendencialmente sensacionalista.
"Eu gosto do 'Tal & Qual' por causa dos escândalos!", respondia o meu pai quando questionado sobre o facto de comprar este semanário.
Eu também gostava de várias das coisas que lia. Nomeadamente a denúncia forte que faziam de casos de exploração laboral, em que punham o nome do sacana do patrão em causa em "bold", para destacar bem o nome deste no meio do texto, e o facto de ser este o único jornal que via denunciar coisas imensamente importantes relacionadas com o mundo dos serviços secretos, como era o caso do, que na altura andava fugido, ex-espião do MI5 David Shayler. Que me lembre, apenas este jornal se atrevia a tocar no assunto. (Agora que sou adulto, e já sei alguma coisa sobre o mundo dos média, já sei porquê...)
Havia coisas de que não gostava. Nomeadamente o facto de terem violado a privacidade do Guterres, a visitar a campa da sua ex-mulher, e o terem andado a seguir o Cunhal para dizer em que sítio é que este morava. E a forte predominância de temas pertencentes à área do sexo também não me agradava lá muito.
Mas fazendo um apanhado geral, é com saudades que agora recordo o agora extinto "Tal & Qual". E tenha pena de, na altura, não ligar nada aos nomes dos diferentes jornalistas. Pois tivesse eu o feito na altura, e soubesse eu quem você era, teria tido muito mais atenção às suas notícias em particular.

19 janeiro, 2011  
Blogger Fernando Negro disse...

Uma sugestão que, já agora, aqui deixo...
Está-se a aproximar o 7º aniversário dos atentados de 11 de Março em Madrid... Estava a pensar publicar na altura, no meu blogue, a transcrição que fiz no passado de uma notícia do "Tal & Qual", em que denunciavam o facto do SIS ter tido conhecimento prévio destes atentados e ter comunicado-o ao seu congénere espanhol... Mas por ter sido apreendido o servidor onde estava alojado o sítio onde a publiquei, já não tenho mais acesso à mesma...
Eu cheguei até, há pouco mais de um ano, a enviá-la para as associações de Madrid e de Barcelona que se dedicam a investigar este tipo de atentados de bandeira falsa, pois, até recentemente, ainda conseguia aceder a esta através do archive.org, mas tal já não é mais possível... E duvido que a tenha gravado num dos discos rígidos antigos que tenho guardados noutra casa...
Não acha que seria uma boa ideia assinalar este aniversário, publicando também um "scan" deste artigo do "Tal & Qual" aqui no seu blogue?

19 janeiro, 2011  
Blogger Karocha disse...

LoooLLLL Fred ;-)))

19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Então mas ninguém pega no caso Karocha porquê afinal ?

09 fevereiro, 2011  
Blogger Fernando Negro disse...

Venho só avisar que consegui afinal, inesperadamente, recuperar a transcrição de que falava sobre o 11 de Março e irei então publicá-la no meu blogue.
De qualquer modo, mantenho a minha sugestão.
Penso que seria muito interessante acrescentar um "scan" desta mesma notícia, e até mesmo também da capa da edição em causa do "Tal & Qual", ao conjunto dos que tem publicado no seu blogue.

20 fevereiro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial