20060216

Encontro com Daniel Estulin

Jantei ontem à noite no Porto com Daniel Estulin, o autor do livro sobre o Clube Bilderberg, já à venda em Portugal pela "Temas&Debates".
No fim do nosso encontro, levou um exemplar do meu livro "Eu Sei Que Você Sabe" e aproveitou para me confirmar a nunca provada presença de Durão Barroso na reunião do grupo Bilderberg, em 2002, nos EUA: "Eu vi-o. Ele esteve lá", garantiu-me ontem Daniel Estulin.
Isto significa que, como escrevi então no meu livro (Edições Polvo, Novembro de 2003), Durão Barroso, que acabara de ser eleito primeiro-ministro em Março de 2002, viajou secretamente, em Junho de 2002, do Algarve para os EUA para uma reunião do grupo Bilderberg e regressou depois à pressa ao Algarve. Existem cerca de 19 horas na agenda de Durão Barroso, entre os dias 1 e 2 de Junho de 2002, sábado e domingo, que nunca foram esclarecidas publicamente. Nesse fim-de-semana houve uma reunião do grupo Bilderberg nos arredores de Washington e sabe-se que Durão Barroso aterrou no aeródromo de Portimão, Alvor, por volta das 16 horas do dia 1 para ir ao casamento da filha da presidente da Câmara de Silves, Isabel Soares. No momento em que chegou ao aeródromo, Barroso recebeu um telefonema da sua assessora de Imprensa a informá-lo do falecimento, no Norte, do presidente da Câmara da Maia, Vieira de Carvalho. Barroso mandou entregar um ramos de flores e seguiu para o casamento da filha da presidente da Câmara de Silves, onde, segundo testemunhos que pude então recolher, terá estado até por volta da uma da madrugada de domingo, dia 2. Depois, só por volta das 20 horas desse domingo é que Durão Barroso foi novamente visto, no aeródromo de Portimão, a apanhar o avião de regresso para Lisboa. A assessora de Imprensa respondeu-me na altura que não me iria informar sobre o paradeiro de Durão Barroso durante esse espaço de tempo de domingo, visto que ele tinha direito à sua privacidade. Acho muito bem que tenha direito à sua privacidade, desde que não usasse o seu cargo de primeiro-ministro de Portugal para ir a reuniões secretas de grande empresários e outros políticos para decidirem nas costas do povo quais as acções que iriam ser empreendidas, como por exemplo, a invasão do Iraque - que terá sido um dos temas em discussão e que veio a suceder em 2003 - e que tipo de manipulação seria levada a cabo para alcançar esses pouco democráticos objectivos. Daí a reunião que teve depois lugar nos Açores, onde Barroso foi anfitrião de Bush, Blair e Aznar.



Thanks, man!

5 Comentários:

Blogger Bruaca disse...

Eh lá!!
Esta Fotografia pode vir a ser poderosa num futuro que talvez possamos ambicionar.

18 fevereiro, 2006  
Blogger Flávio Gonçalves disse...

Tenho os dois livros, excelentes os dois.

Que raios aconteceu ao terceiro livro de Oswald Le Winter???

28 fevereiro, 2006  
Blogger isabelfduarte@iol.pt disse...

So muito recentemente descobri este livro de daniel estulin e fiquei de imediato muito interessada.Noentanto, qual não é o meu espanto quando o pesquiso nanete encontro um comunicado do proprio estulín em que diz que o governo esta a tentar impedirapublicaçao do referido livro.E de facto quase conseguiu. Apenassaiu umaeidçao muitolimitada eolivro nao se encontra em lado nenhum. Que vergonha...Mas um povo ignorante é mais facil de guiar, nao é?????

22 março, 2009  
Anonymous betty vasconcelos disse...

foO daniel estulin é um verdadeiro heroi dos nossos tempos. Teve uma coragem para publicar um grande livro que, vem mostrar a todos nós que somos escravizados e estamos sob o controlo dos grandes senhores.
Pior que isso é que em breve o Mundo poderá efectivamente pertencer a essa elite. As reuniões que esses senhores fazem ,com uma segurança reforçada, deixa transpareer os planos destrutíveis que estão a preparar assim como a obscuridade das suas políticas que só vem beneficiar o seu poder em detrimento dos mais fracos, que somos nós...
O facto do livro ser limitado é a prova que esses senhores, na sua maioria chefe de Estado, banqueiros, têm medo que a população mundial acorde da ignorância em que está mergulhada e se revolte.
Infelizmente são poucas as pessoas que se apercebem do que está acontecer nos 4 cantos do mundo, é preciso deixar de acreditar em politicas , é preciso deixar de acreditar em presidentes que sobem ao poder em tempos de crise, mostrando serem os salvadores da pátria, é preciso questionar os objectivos dessas mesmas pessoas, e isso tudo implica estudo , leitura, e desconfiança total em todos as elites, por mais que se revelem bondosas ou as pessoas boas das fitas.
E isso tudo é dificil quando começa haver entraves,á divulgação da verdade, na minha opnião precisamos apelar ás pessoas ´para que tenham cuidado que estejam atentas ao desenrolar das situações, porque há muitas pessoas que necessitam saber destes planos, nao estou a falar de 1 ou 2 mas milhares, porque se nao fizermos nada não vamos conseguir travar esses os planos das elites, que inevitavelmente jáestão em curso.

P.s- Parabens pelo blog, espero poder continuar a trocar ideias contigo...

21 março, 2010  
Anonymous Anónimo disse...

Vamos lá ver se entendo: O Estulin tem toda esta informação. Então e os milhentos politicos NÃO convidados não sabem de nada. Os milhentos politicos por esse mundo fora estão TODOS coniventes o esse tal grupo? É estranho que não haja um único a manifestar-se. Bem, mas isto sou eu,que sou da carneirada que não é da outra carneirada.
Araujo

18 janeiro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial