20040623

S. João do Porto

É estranho estar esta noite em Lisboa, longe do S. João do Porto. Mas, mais estranho ainda, é olhar para pessoas que não sabem o que isso significa. Estranho ainda, é não haver em Lisboa o cheiro a mangerico e a alho porro como aquele que senti uma vez na Praça dos Leões às sete da tarde de um outro S. João. Outra coisa mais estranha, é saber que há gente que nunca viu o sol nascer nas praias da Foz depois de uma noite inteira passada a andar, e a dançar, entre a Ribeira, Baixa, Boavista e Foz. Outra coisa rara é não conhecer pessoas que sabem o que é apaixonar-se nesta noite. E, ainda mais estranho, é haver gente que não sabe que isso vai voltar a acontecer esta noite. A todos os amantes de S. João, aqui fica a minha mensagem de inveja. Deus que me perdoe, porque ele sabe bem que é uma boa inveja, pois hoje estou emigrado num outro País.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial